domingo, maio 27, 2007

Passeios de fim-de-semana IV

O passeio deste fim-de-semana foi o mais longo levado as cabo até agora. Tão longo que até teve que envolver viatura. Primeiro S. Romão do Sado. A aldeia de S. Romão faz parte da freguesia do Torrão bem como a aldeia da Casa Branca do Sado. Foi a paragem seguinte que levou até ao velho palacete local. Para finalizar, Monte da Tumba, Horta das Ameixas e arredores. São estas as sugestões desta semana. Locais que vale a pena visitar.


Um pormenor do Torrão visto desse local.

O depósito e a Igreja Matriz bem como o bairro do Castelo vistos do mesmo local.


O Torrão visto da estrada que dá até à Horta das Ameixas

Uma romanzeira (ou romaneira, como se diz no Torrão) na Horta das Ameixas carregada de flor.

Bordões de S. José. Assim se chama esta flor.


Aqui, um pormenor do monte ornamentado pelos Bordões de S. José.

Um ninho de melro com respectivas crias algures entre o Monte da Tumba, Horta das Ameixas e arredores.



Os arrozais da Casa Branca.



O velho palacete do Porto-Rei próximo da aldeia da Casa Branca. O Porto-Rei era um importante porto fluvial que foi perdendo importância ao longo do tempo. O palacete é hoje uma triste ruína. Mais um exemplo de património arruinado.

Um pormenor do portal.

O portal que dá acesso ao palacete.

Um pormenor em S. Romão




A paisagem que se vislumbra a partir da igreja de S. Romão, sobranceira à aldeia.


Os arrozais de S. Romão vistos do mesmo local.

3 comentários:

Sui disse...

Bem tens ai fotos espectaculares!!!
Kal vai ser as próximas fotos, as pilhas da cortiça???
Mas esta semana foste longe!! Tivest sorte pois pelo k vejo das imagens até apanhast bom tempo!

mch disse...

Dei aqui um salto. Essa do porto Rei é incrivel. Do meio do nada essa beleza. Qual o rio?

Paulo Selão disse...

Uma beleza em ruínas, caro mch, como muitas que infelizmente há por esse Portugal fora... Quanto ao rio, este deve estar um pouco mais afastado mas não sei onde é nem o nome. Só sei que o Porto-Rei tinha uma importância relativa como porto fluvial. Já ouvi até dizer que El-Rei D. Carlos fez uma visita ao Porto-Rei tendo o Rei inclusive acenado às lavadeiras que se encontravam na margem.