segunda-feira, abril 12, 2010

Barragem de Vale de Gaio by morning











8 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Duarte Felpudo disse...

BELA BANHADA


AQUI NÃO SE OUVI APITOS

Paulo Selão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

como vão as obras na nova escola do torrão? nunca mais mostrou fotos!!!

e já agora parabéns aos Bombeiros do Torrão pela nova viatura. Espero que seja pouco utilizada (era um óptimo sinal)

Anónimo disse...

Adorei as fotos da barragem, apesar de não a conhecer, não vai demorar muito a dar lá um pulinho!!
Gostaria de saber se ferir qualquer tipo de crenças religiosas o que o Pedra (forma carinhosa) pensa do escandalo associado à igreja a nível mundial?Uma vez que o Pedra é o blog de causas, esta apesar de ser à escala mundial parece-me uma boa causa...se me permite deixo aqui a sugestão!!!

Paulo Selão disse...

De facto o Pedra define-se como um blog de combate. Seja como for se reparar já há algum tempo que não faço análise política nem escrevo textos muito longos sobre assuntos nacionais nem internacionais estando mais virado agora para dar a conhecer o Torrão e um ou outro video interessante ou hilariante e ainda estou virado para o facto do Benfica ser o próximo quase certo campeão. No entanto tenho seguido o que se passa nos seio da Igreja Católica e apesar de achar abjecto e entender que tudo deva ser esclarecido e aqueles que se dizem vitimas de abusos sexuais de sacerdotes devam denunciar a situação. Contudo quero acreditar que esses «sacerdotes» são uma minoria e como afirmou o pároco de Alcácer do Sal no jornal Voz do Sado, das boas notícias e de causas e acções que a Igreja toma essas nunca ninguém fala. De facto assim é contudo não se me qualifiquem como um advogado da Igreja e alguém que quer desviar atenções dos factos gravissimos relatados; eu que até sou insuspeito pois sou agnóstico.
Já agora posso dizer que sigo com mais atenção o que se passa no Reino da Tailândia e aquilo que parece ser um tabuleiro onde se joga um xadrêz mundial com possiveis repercurssões geo-estratégicas. É para aí mais do que para a Igreja que eu estou virado neste momento e no entanto ainda não publiquei nada sobre o assunto.

Zé dos Papéis disse...

Só agora reparei na sua "brincadeira" com o logotipo da Associação República e Laicidade.
Mas explique-me lá a expressão: "Republicanos não, somos portugueses"... então agora por ser republicano não sou Português!? Boa! Palavras para quê!

Saúde e Fraternidade

Paulo Selão disse...

Nada disso homem! Deixe-se de complexos de inferioridade e apesar dessas palavras revelarem um certo tom inquisitorial e agastado eu respondo à mesma. É que os srs. querem fazer crer que Portugal só naceu para o mundo em 1910. O que são uns miseros 100 anos face a 7 séculos de existência do Reino de Portugal? E no entanto é tudo republicano, é republica para aqui, republica para ali, blá, blá, blá e propaganda barata com se viu (eu não) ontém. Epá querem república paguem-na! E uma enorme parte dos portugueses não são republicanos isso é que muita gente não engole. Tinha que haver, na vossa maneira de ver, uma aceitação universal. Ah e há muitos republicanos patriotas pelo que a forma como interpretou o texto (e tinha que ser essa vê-se logo) não tem qualquer cabimento.